fbpx
Call Us 1234 567 89 · office@domain.com

Coaching – Caminhos da Conexão

Um curso pensado para coaches que querem dar um próximo passo evolutivo na carreira e descobrir como conectar com o outro, construir diálogos significativos e fazer perguntas que tocam a alma

COACHING – Caminhos da conexão
A arte de conectar e perguntar

Duração

16 horas em dois dias consecutivos

Muitas pessoas estão buscando no Coaching uma nova carreira e diversificação de suas atividades. Muitas escolas oferecem formações em Coaching e uma boa parte foca sua atenção no que chamo de Coaching instrumental, que é baseado em instrumentos, ferramentas e formulários. Esta abordagem é muito mais fácil de ser transmitida em um curso de curta duração, especialmente para pessoas que não sejam da área de humanas, porém muito mais rasa do que a abordagem que chamarei de filosófica.

Esta abordagem filosófica nada tem de complexa ou conceitualmente complicada, e está relacionada com a característica fundamental da filosofia, qual seja, fazer perguntas. A habilidade de fazer perguntas é muito mais importante do que a de dar respostas. As perguntas são importantes, porque criam realidades ao definir as respostas.

Existe uma famosa frase de Jung que diz: “Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana”.

Assim como para acessar a internet de seu celular ou notebook você precisa conectar a uma rede, para que “toquemos” uma alma humana é necessário acessar o “WiFi”, a rede na qual a pessoa está conectada. Quando esta conexão ocorre, ativamos a empatia, potencializamos a escuta ativa, e passamos a estar verdadeiramente sintonizados. Fica muito mais fácil montar o “quebra-cabeças” que a pessoa nos apresenta.

Fomos educados a dar respostas e a tirar conclusões com um mínimo de dados. Fazer perguntas envolve a desconstrução de um modelo já sedimentado, que passa primeiro pela tomada de consciência de como operamos, qual nosso padrão, como nossa mente está programada. O passo seguinte é adotar uma postura de questionamento curioso, que procura livrar-se de certezas e respostas automáticas para focar na investigação pura e simples, sem maiores compromissos. Esta leveza ao perguntar, nos livra do medo de fazer perguntas “bobas”, ou aparentemente óbvias. Quando se trata do outro não existe óbvio, cada um é um universo único, formado e formatado em um ambiente também único.

Precisamos literalmente aprender um novo modelo conversacional, onde a pergunta tenha um lugar central.

Ao fazermos uma pergunta, nosso interlocutor irá elaborar e transmitir uma resposta. Esta resposta é composta não somente pelo conteúdo da fala, mas por um grande conjunto de elementos como postura física, expressões faciais, emoção detectada, tom e modulação da voz, velocidade da fala e movimento dos olhos. Uma resposta abre um leque de possibilidades interpretativas as quais o coach está sujeito. Deixar estas possibilidades no campo das possibilidades é fundamental.

Pessoas que possuam pelo menos uma formação em Coaching e que já tenham alguma experiência em atendimentos. 

Se você pratica um Coaching muito focado em instrumentos, formulários, roteiros, lista de perguntas padrão e sente que chegou o momento de não mais depender destes apoios para conduzir um encontro, este curso é para você.

Podemos dizer que Coaching é “A arte de conectar e perguntar”. Esta conexão exige a ampliação da auto percepção para identificar reações e interferências que produzimos sobre outras pessoas. Perguntar de forma aberta, investigativa, demanda uma forte consciência do quanto podemos ser diretivos e influenciadores em nossas perguntas, seja pelas palavras, pelas expressões, pelo tom ou simplesmente pela intenção.

Fazer perguntas abertas e não diretivas exige presença, intenção positiva, domínio da estrutura da linguagem e postura curiosa e investigativa.

Vamos investigar a forma como aprendemos a nos comunicar, construindo um ping pong conversacional, onde naturalmente queremos contar para o outro um pouco de nós, de nossa experiência e sentimentos. É muito interessante como gostamos de contar sobre nós. Através de vivências vamos tomar consciência de nossos padrões conversacionais e fazer um caminho de migração para uma fala investigativa.

Podemos conduzir nosso coachee para estados emocionais distintos com a intenção de nossa fala. A investigação precisa, na maior parte do tempo, ter um caráter apreciativo.

No processo de Coaching somos parceiros de nosso coachee em uma jornada de auto descoberta, onde precisamos minimizar as interferências externas na construção de possibilidades pelo coachee. Por vezes, é muito difícil não dar um “toque”, uma “dica”, mas se o fizermos, podemos impedir que o coachee chegue a uma solução autoral, que faria muito mais sentido para ele e com a qual se comprometeria muito mais.

Vamos trabalhar a maior parte do tempo em três artes:

  • a arte de ouvir plenamente
  • a arte de conectar com intenção positiva
  • a arte de investigar com perguntas não diretivas

Você experimentará uma ampliação da consciência sobre seus processos dialógicos. Conversar não será mais igual a antes. Notará um grande número de perguntas que surgirão em sua mente, fruto da observação de lacunas no discurso do interlocutor que antes eram preenchidas automaticamente pelos seus modelos mentais.

Fará análises mais acuradas e detalhadas do que foi e do que não foi dito. Verá seu grau de certezas cair abruptamente acerca do que ouve, observa e vivencia ao mesmo tempo em que verá o leque de possibilidades ampliar-se exponencialmente.

Ao abrir mão de certezas, o potencial investigativo ganha espaço para a investigação isenta de teses à serem comprovadas. Não há mais a necessidade de nada provar, apenas ampliar a visão, o conhecimento, com a consciência de que o quadro é infinito e em constante transformação.

Notará também uma mudança de atitude até em suas relações mais íntimas com amigos e familiares. Tenderá a mostrar-se uma pessoa mais tranquila, leve e com uma fala mais construtiva.

Investimento

R$ 850,00

Inscrições Pessoa Jurídica:
Uma inscrição = R$850,00
Duas ou três inscrições (10% desconto)
Acima de quatro inscrições (15% desconto)

Envie um email para lannes@lucianolannes.com.br informando o número de inscrições, nomes dos inscritos e os seguintes dados fiscais da empresa para emissão de nota fiscal.

  • nome jurídico da empresa
  • endereço completo
  • CNPJ
  • email para enviar a nota fiscal

Para curso in company solicite uma proposta.

Caso ainda tenha dúvidas, me ligue ou envie um whatsapp: 011 96570-7921.

Você pode ainda enviar um email direto para mim, Luciano Lannes, utilizando o  canal abaixo.

Nos vemos em breve,

abraços,

Luciano Lannes

Quero enviar uma mensagem
Aqui pode ir um texto de chamada para entrar em contato